Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2015

Read Full Post »

Aprenda os benefícios da amêndoa

 

 

Embora as amêndoas sejam conhecidas por fornecer uma variedade de benefícios cardioprotectores, muitas pessoas evitam-nas com medo de engordar. Um estudo prospectivo mostra que tais temores são infundados. Na verdade, as pessoas que comiam amêndoas pelo menos duas vezes por semana eram muito menos propensas a aumentar de peso do que aquelas que quase nunca as comiam.

O estudo de 28 meses, envolvendo 8.865 homens e mulheres adultos, em Espanha, levou à conclusão de que os participantes que comiam amêndoas pelo menos duas vezes por semana eram 31% menos propensos a engordar do que os participantes que nunca ou quase nunca as comiam.

E, entre os participantes do estudo que aumentaram de peso, aqueles que nunca ou quase nunca comiam amêndoas, aumentaram uma média de mais 424 gramas do que aqueles que as comiam pelo menos duas vezes por semana.
Os autores do estudo concluíram que “o consumo frequente de amêndoas esteve associado a um risco reduzido de aumento de peso”.
A amêndoa ajuda a produção de energia
As amêndoas são uma boa fonte de manganês e uma boa fonte de cobre, dois minerais que são cofatores essenciais de uma enzima oxidante chamada superóxido dismutase. O superóxido dismutase neutraliza os radicais livres, produzidos dentro das mitocôndrias (as fábricas de produção de energia nas células), mantendo assim a nossa energia a fluir. Felizmente, a Mãe Natureza fornece minerais cofatores nas amêndoas.

Apenas um quarto de uma chávena de amêndoas fornece 45,0% do valor diário ideal de manganês e 20,0% do valor diário ideal de cobre. A riboflavina (vitamina B2) também desempenha pelo menos dois papéis importantes no organismo no que diz respeito à produção de energia. Quando ativa em vias de produção de energia, a riboflavina toma a forma de flavina adenina dinucleotídeo (FAD) ou flavina mononucleótido (FMN). Sob estas formas, a riboflavina anexa às enzimas uma proteína chamada flavoproteína, que permite a ocorrência da produção de energia à base de oxigénio.

As flavoproteínas  encontram-se em todo o corpo, especialmente nos locais onde a produção de energia à base de oxigénio é constantemente necessária, tais como o coração e outros músculos. Outro papel da Riboflavina na produção de energia é o de proteção.

O oxigénio que contenha moléculas que o corpo usa para produzir energia pode ser altamente reativo e pode inadvertidamente causar danos à mitocôndria e até às próprias células. Nas mitocôndrias, a lesão é essencialmente impedida por uma pequena molécula de proteína chamada glutationa. Como muitas moléculas “antioxidantes”, a glutationa deve ser constantemente reciclada e é a vitamina B2 que permite que essa reciclagem ocorra. (Tecnicamente, a vitamina B2 é um cofator para a enzima glutationa redutase, que reduz a forma oxidada da glutationa  para a sua versão menor.) O mesmo quarto de chávena de amêndoas fornecerá às  suas células 17,6% do valor diário ideal de riboflavina.
A amêndoa ajuda a prevenir cálculos renais
Um estudo mostra que aquelas que comem pelo menos uma onça de nozes, amendoins ou manteiga de amendoim por semana correm um risco 25% menor de desenvolver cálculos biliares.

Uma vez que uma onça corresponde apenas a 28,6 nozes ou cerca de 2 colheres de sopa de manteiga de amendoim, a prevenção de doenças da vesícula biliar pode ser tão fácil como comer um punhado de amêndoas com uma bebida à tarde, juntar algumas amêndoas à sua farinha de aveia ou à sua salada ou comer uma sanduíche de manteiga de amendoim e gelatina (não se esqueça de usar pão de trigo integral por causa das suas fibras, vitaminas e minerais) ao almoço todas as semanas.

Read Full Post »

Leia o texto abaixo e aprenda recursos para combater as aftas.

Alimentação correta ajuda a prevenir aftas

Um dos principais fatores que levam ao surgimento das aftas é a deficiência nutricional, principalmente de algumas vitaminas. Algumas pessoas sofrem desse problema com frequência. Elas dificultam a mastigação e são muito desconfortáveis. Alterações hormonais, estresse, alergias a alimentos e alterações imunológicas podem ocasionar também o aparecimento desse “incômodo”. A boa notícia é que as aftas podem ser prevenidas com mudanças na alimentação.

As aftas também são conhecidas como estomatite aftosa e aparecem como manchas brancas ou amareladas na mucosa da boca, gengivas, lábios e língua. Podem durar um dia, uma semana ou até meses em casos mais graves.

Como as vitaminas ajudam no combate

A vitamina B2 é responsável pela prevenção do surgimento das aftas e de fissuras nos lábios. A principal fonte dessa vitamina está nos alimentos. Portanto, você deve incluir na sua alimentação leite, queijos, especialmente ricota e requeijão, iorgutes, carnes magras, ovos e vegetais verdes. Recomenda-se ingerir 1,2 mg de vitamina B2 por dia.

Outra forte aliada é a vitamina C, pois ela estimula o sistema imunológico e promove uma maior resistência às infecções. Além disso, ela auxilia no processo de cicatrização de feridas e sangramentos de gengivas. Tenha sempre em casa frutas (goiaba, limão, laranja, acerola, caju, morango, manga), legumes (pimentão, tomate) e vegetais folhosos (pimentão e tomate). Não deixe que esses alimentos faltem em suas refeições.
O tratamento das aftas deve ser feito com produtos específicos e prescritos por um médico. Evite alimentos ácidos ou muito apimentados e mantenha-se hidratado

Fonte: Banco de dados do “Centro de Cultura Oriente Ocidente®”
Atendimento individual com profissionais em Acupuntura Chinesa,
P.N.L. (Programação Neurolinguística) Iridologia, Fitoterapia,
Florais de Bach, Fisioterapia, RPG, Pilates, Homeopatia

.

ATENÇÃO: “As informações contidas neste texto são de cunho informativo, não substituindo, portanto, qualquer tratamento que o leitor esteja fazendo. Os vegetais e as frutas, porém, não são remédios. São alimentos energéticos e nutritivos, que oferecem ao organismo vitaminas e sais minerais para mantê-lo saudável. Nenhum livro, apostila ou indicação escrita substituem os serviços de um profissional de saúde. Qualquer aplicação das recomendações apresentadas neste texto será unicamente de responsabilidade do leitor. Se estiver sob supervisão de um profissional de saúde, por causa de qualquer doença, somente ele tem condições de aconselhá-lo, segundo sua formação e seus conhecimentos! As orientações acima não substituem as recomendações que lhe foram prescritas.”

Read Full Post »

Read Full Post »

Postamos um vídeo falando sobre a Ração Humana, agora saiba por que e como consumir

 

 

Há cinco anos, a terapeuta natural Lica Takagui, de Curitiba, no Paraná, elaborou uma mistura de alimentos nobres, como o trigo, a linhaça, a aveia e a quinua, para assegurar sua saúde e a do seu filho, que estava a caminho. Com supervisão do nutricionista Daniel Boarim, também curitibano, criou a ração humana, hoje principal produto comercializado pela empresa que ela fundou, a Takinutri. A demanda pelo suplemento não parou de crescer: entre janeiro e dezembro de 2009, as vendas subiram de 2 mil unidades ao mês para 20 mil. Hoje, a marca possui mil pontos de venda espalhados pelo país. Já é possível comprar uma versão light, com ingredientes modificados para a dieta de gestantes e diabéticos. Sem falar nas dezenas de adaptações encontradas em feiras e lojas de produtos naturais. Uma busca rápida na internet entrega que o principal foco de quem investe na tal ração é perder peso. “Ela possui uma densidade calórica baixa e promove sensação de saciedade”, confirma Boarim. “No entanto, deve ser usada para melhorar a saúde de um modo geral”, acredita. A mistura é rica em zinco, selênio, vitaminas do complexo B e, principalmente, fibras. “Essa é uma grande vantagem, já que a maioria das pessoas não alcança a quantidade recomendada da substância, que é de 25 gramas diários”, observa Glaucia Pastore, diretora da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas, no interior de São Paulo.

Se levarmos em conta sua composição química, pode-se deduzir que a ração humana melhora o funcionamento do intestino, reduz os níveis de colesterol no sangue e dá uma dose extra de energia, ajudando a proteger o corpo de uma série de doenças. Esses efeitos ainda não foram cientificamente avaliados. Mas já tem gente interessada em pesquisá- los no laboratório. “Pretendemos fazer uma parceria com a Takinutri para investigar a ração humana em testes clínicos”, conta Glaucia, da Unicamp.

Segundo Lica Takagui, consumir 2 colheres de sopa da farinha diariamente, o equivalente a 80 calorias, é a medida ideal para aproveitar seus atributos. Os donos da fórmula garantem que seu prazo de validade é de até dois anos em embalagem lacrada — depois de abrir, o período cai para aproximadamente dois meses. No entanto, é importante saber que as versões caseiras ou compradas em saquinho duram muito menos. Se você optar por triturar os ingredientes em casa, prefira consumir na hora ou considere um prazo de 15 dias, mesmo guardando na geladeira.

Para emagrecer, Lica sugere bater a mistura com um suco de frutas e tomar no café da manhã. Mas os especialistas concordam que o ideal é não incluir a ração na dieta por conta própria. “O problema é justamente o uso indiscriminado, sem orientação de um profissional”, pondera a nutricionista Silvia Papini, da Universidade Estadual Paulista, em Botucatu, no interior do estado. Há dois motivos para essa preocupação: as peculiaridades e os objetivos de cada um, além do fato de existirem diversas receitas, com ingredientes bem variados.

Na verdade, não há contraindicações para pessoas saudáveis — a não ser uma baita dor de barriga caso ultrapasse a quantidade sugerida. “Quem tem histórico de problemas no intestino ou acabou de passar por uma cirurgia, no entanto, deve tomar cuidado”, alerta a nutricionista funcional Daniela Jobst, de São Paulo. Sem a devida prescrição, o pó de cereais pode, inclusive, engordar. “Não dá para acrescentá-lo à alimentação sem fazer adaptações”, acredita Daniela. E aí entram em cena escolhas que você já conhece: frutas, hortaliças, carnes magras…

As substâncias que mais se destacam na combinação de cereais integrais são as fibras. Para que elas façam efeito de verdade, não se esqueça de tomar água durante o dia. Caso contrário, a ração humana pode provocar até uma constipação

Read Full Post »

Read Full Post »

Uma rápida comparação entre as propriedades do arroz preto e o arroz integral

1.Vitamina B1
Essencial para a transformação de açúcar em energia, ela também é importante para o bom funcionamento dos sistemas cardiovascular e nervoso. E aqui o arroz preto sai na frente.
Arroz preto ……………….0,34 mg
Arroz integral ……………0,26 mg

2. Calorias
Quem quer emagrecer deve apostar no arroz preto, um pouco menos calórico do que o integral.
Arroz preto …………..346 cal
Arroz integral ……….360 cal

3. Proteína
Embora nenhum tipo de arroz forneça grande quantidade do nutriente, o preto se destaca e é a melhor opção para quem adota uma dieta vegetariana.
Arroz preto …………………9,8 g
Arroz integral ……………..7,3 g

4. Fibras
Imprescindíveis, elas dão saciedade, facilitam o trânsito intestinal e, de quebra, evitam picos de insulina, além de ajudar a combater o colesterol. De novo, é o arroz preto que ganha essa disputa, com quase o dobro de fibras.
Arroz preto ……………………….. 8,4 g
Arroz integral ……………………. 4,8 g

5. Magnésio
É ele o responsável por ajudar o cálcio a se fixar nos ossos. Isso sem falar que contribui para o sistema imunológico e dá uma força para o coração. O preto ganha disparado.
Arroz preto …………………….190 mg
Arroz integral …………………110 mg

6. Gordura
Ela é indispensável para a produção de hormônios. E, nesse quesito, ambas as variedades estão praticamente empatadas. No entanto, o preto apresenta uma quantidade discretamente maior.
Arroz preto ………………………….. 2 g
Arroz integral ……………………. 1,9 g

7.Carboidratos
Quando o assunto é energia, o campeão é o arroz integral, um pouco mais rico no nutriente que ajuda a dar pique para enfrentar o dia-a-dia.
Arroz integral …………………. 77,5 g
Arroz preto ………………………. 72 g

Read Full Post »

Older Posts »